Perguntas Frequentes - CSF

 

PERGUNTAS FREQUENTES CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

 

*Este FAQ se destina apenas à modalidade de graduação sanduíche*

 

P: O que é a graduação sanduíche do programa Ciência sem Fronteiras?

R: O estudante recebe uma bolsa para passar um ano em uma universidade estrangeira cursando disciplinas relacionadas à sua área. Em casos específicos, também se pode passar um tempo adicional para o aprendizado do idioma estrangeiro antes do período de estudos.

 

P: O que essa bolsa cobre? Vou precisar de ajuda dos meus pais?

R: Passagens de ida e volta, material (livros, notebook), taxas escolares e despesas de subsistência. A bolsa cobre todas as necessidades básicas com bastante folga, mas sem desperdícios. Passaporte, visto e demais documentos ficam a cargo do estudante.

 

P: Quando eu devo tirar o passaporte? E o visto?

R: É recomendável tirar o passaporte após a divulgação da lista de pré-aprovados da CAPES/CNPq (confira o cronograma das chamadas públicas). O visto você só tira depois que for aceito por uma instituição estrangeira – cada país terá instruções e prazos específicos.

 

P: Como funciona o processo seletivo? De que documentos preciso?

R: Há três grandes etapas pelas quais os candidatos devem passar.

  1. a)Homologação interna da UFABC: é necessário se inscrever conforme os prazos e procedimentos definidos no edital interno, e atender os requisitos estabelecidos. Todos os alunos que cumprirem os requisitos serão aceitos.

Serão avaliados: CR e CA com as notas do segundo quadrimestre de 2014.

De que documentos preciso: nenhum. Consultaremos os dados diretamente do sistema.

 

  1. b)Processo seletivo da CAPES/CNPq: deve-se seguir as chamadas públicas divulgadas no site www.cienciasemfronteiras.gov.br com os prazos e procedimentos deles. A concorrência é nacional, e as vagas variam de país para país.

Serão avaliados: curso (se faz parte ou não das áreas prioritárias do CsF), Iniciação Científica/Iniciação à Docência (PIBIC, PIBID, Jovens Talentos, PDPD, PET...), medalhas de olimpíadas de matemática/física/etc., nota do ENEM 2009-2014, proficiência no idioma estrangeiro.

De que documentos preciso: histórico escolar em português assinado pela PROGRAD, comprovante do teste de proficiência (print da tela ou certificado impresso), comprovantes de Iniciação (declaração, termo de outorga), medalhas (certificados de medalha), e para a CAPES, comprovante do ENEM (obtido no site do INEP).

 

  1. c)Processo seletivo dos parceiros/instituições internacionais: cada chamada pública possui um parceiro internacional, que realiza a distribuição das candidaturas entre as universidades de destino. A concorrência se dá entre os alunos que foram aprovados pela CAPES/CNPq.

Serão avaliados: depende do parceiro. Entre em contato com eles para mais informações.

De que documentos preciso: também depende do parceiro. Entre em contato com eles para mais informações.

Exemplos de parceiros internacionais: IIE (Estados Unidos), ATN ou G8 (Austrália), CBIE ou CALDO (Canadá).

 

P: Como eu sei quais universidades estão aceitando alunos do programa?

R: Você pode consultar o recurso “Bolsistas pelo mundo” <http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/bolsistas-pelo-mundo1> no site do programa Ciência sem Fronteiras para ver as instituições que já receberam estudantes.

 

P: Posso escolher a universidade para onde vou?

R: Depende do país e da chamada pela qual você está concorrendo. No geral, os parceiros internacionais solicitam aos candidatos que indiquem algumas universidades de interesse, para onde as candidaturas serão enviadas antes. No entanto, isso não garante que o aluno, assim que aprovado, vá necessariamente para aquela instituição.

 

P: Quando preciso ter o CR ou CA estabelecidos no edital da UFABC (CR > 2 ou CA > 2,3)

R: No término do segundo quadrimestre de 2014.

 

P: E o CP ou CPk entre 0,2 ou 0,9?

R: Apenas no momento da viagem.

 

P: Precisarei de um histórico escolar com tradução juramentada? Quando?

R: Caso o parceiro internacional peça (por exemplo, o IIE, para os EUA, solicita uma tradução juramentada ou certificada), você deve atender aos prazos específicos. A UFABC ou a CAPES/CNPq não solicitarão.

 

P: Posso concorrer para mais de um país?

R: Não. Caso você realize mais de uma inscrição, será considerada apenas a última. ATENÇÃO: certifique-se de que a inscrição na UFABC indica o mesmo país que a inscrição no sistema do Ciência sem Fronteiras.

 

P: Quanto preciso tirar no teste de proficiência para ser aceito no programa? Posso fazer curso de idioma no exterior se eu não tiver uma boa nota?

R: Cada chamada estabelece seus critérios mínimos de aceite, tanto para aprovação direta quanto para possibilidade de curso de idiomas.

 

P: A UFABC oferece testes de idiomas de graça?

R: A universidade ofertará 1500 testes gratuitos do TOEFL ITP (aceito, até o momento, nos EUA, Polônia, Bélgica ARES, Suécia, Noruega e Hungria; consulte ) para candidatos do Ciência sem Fronteiras de todo o Estado de São Paulo. Não há reserva de vagas para alunos da UFABC. A prioridade é por ordem de inscrição no sistema específico do Inglês sem Fronteiras <isf.mec.gov.br>.

 

P: Quero indicar o curso em que estou matriculado, e há mais de um BC&T. Qual deles escolho?

R: Depende do seu campus. BC&T Santo André: 97512, São Bernardo: 1103166.

 

P: Estou matriculado no BC&T, mas gostaria de fazer disciplinas de um curso específico. O que indico no curso em que estou matriculado?

R: Você pode indicar o curso específico ao anexar o histórico escolar do BC&T e um comprovante de CPk do curso específico na PROGRAD.

 

P: Posso me inscrever em qualquer país/chamada?

R: Alunos da UFABC não devem se inscrever nas seguintes chamadas:

-EUA NOVA, 196/2014

-Canadá CIC, 204/2014

Os que se inscreverem nestas chamadas terão sua candidatura indeferida.

 

P: Quanto a Iniciação cientifica, devo anexar uma só ou todas (caso tenha feito mais de uma)? Posso trancar ou perco a IC?

R: Recomendamos que anexem todas. Normalmente há apenas um campo para o upload do documento, então, se houver mais de uma IC ou comprovante de premiação, digitalize todos os documentos em um só arquivo.

O bolsista não pode ter duas bolsas ativas simultaneamente. Logo, para implementação da bolsa referente ao programa Ciência sem Fronteiras, a outra modalidade deve ser suspensa ou cancelada pelo coordenador/orientador na Plataforma Carlos Chagas. Quanto ao trancamento/ suspensão, entre em contato com a PROPES para verificar quais são as possibilidades. Realize esta etapa após ser aprovado e receber a carta de concessão de bolsa.

 

P: Devo fazer um currículo Lattes?

R: Recomendamos que sim. Para as inscrições dos editais vinculados ao CNPq, o currículo Lattes é necessário e será linkado ao CPF do candidato.

 

P: Devo inserir, no preenchimento do formulário do CSF, a estimativa de conclusão do curso completo (BCT + pós BCT) ou só do BCT?

R: Sugerimos que insira a estimativa de curso completo.

 

P: Como preencher o campo área de conhecimento do formulário do CSF?

R: Disponibilize a área mais próxima da sua atuação na graduação.

 

P: Há a possibilidade de negarem meu visto?

R: Apesar de ser raríssimo, sim, é possível negarem o visto.

 

P: Ao montar minha grade curricular no exterior devo escolher apenas as matérias do curso especifico?

R: Você pode montar a grade com disciplinas específicas ou fazer uma grade mais ampla, se a universidade de destino oferecer esta possibilidade. No mínimo 50% das suas disciplinas devem ser relacionadas à sua área de formação.

 

P: Há recepção no aeroporto país de destino?

R: Depende da universidade. Todos os dados referentes à chegada e recepção constarão nas cartas de aceite, e variam conforme o país e a universidade.

 

P: Quais as implicações de uma reprovação?

R: O aluno que tiver desempenho abaixo do limite estipulado pela universidade pode perder a bolsa e ser reconduzido ao Brasil, podendo, também, ser exigida a devolução parcial ou total do investimento realizado em seu favor.

 

P: Há limite de idade pra participar do programa?

R: Não.

 

P: Como funcionará o seguro-saúde?

R: O valor do seguro saúde é repassado diretamente na primeira parcela recebida no Brasil. O montante varia conforme o tempo e a localidade de destino e foi informado na Carta de Benefícios. O estudante deve adquirir o seguro que cubra o período que estará no exterior e as exigências de cobertura de cada país.

A exceção é para países que têm acordos com o Programa Ciência sem Fronteiras.

Somente nestes casos, o bolsista não recebe o valor correspondente ao seguro saúde no Brasil, que será pago diretamente ao parceiro do país de destino. Os alunos serão comunicados pelo parceiro no exterior a respeito do seguro saúde.

 

P: Devo compra passagem de ida e volta ou só de ida?

R: No início do programa, o estudante recebe somente o valor da passagem de ida.

 

P: Posso desistir do programa após ser aprovado?

R: A desistência do programa sem a devida concordância da Agência ocasionará a devolução de todo o investimento feito em seu favor. Serão analisados somente pedidos de desistência ou suspensão das atividades, quando justificados, fundamentados e comprovados.

 

P: Como funciona a acomodação?

R: Dependerá do país e universidade de destino. Nos EUA, por exemplo, as universidades tipicamente providenciam alojamento e alimentação, e a bolsa tem valor reduzido. No caso da universidade não disponibilizar alojamento, a bolsa terá um valor maior e o aluno é responsável pela acomodação.

 

P: Como fica a matrícula durante o período de intercâmbio?

R: Assim que receber a aprovação, o aluno deve enviar a ARI todos os documentos comprobatórios da bolsa, que constem a data prevista para ida e para o retorno.

Providenciaremos o Afastamento por Mobilidade, que constará em seu histórico durante a totalidade do tempo que permanecer no exterior. O aluno deve atentar-se para as datas de matrícula somente no último período, para que faça sua matrícula online.

 

P: Após o retorno, os dados do intercâmbio constarão no histórico acadêmico?

R: Sim, há um novo campo no histórico onde aparecem a instituição, o período, disciplinas e conceitos obtidos no exterior.

 

P: Como funcionará a equivalência de disciplinas?

R: Ao final do intercâmbio, o aluno preencherá um formulário de solicitação de equivalências ou aproveitamento de disciplinas livres, anexando o histórico do período e as ementas de cada disciplina. A solicitação será julgada pelas coordenações de curso, e, se deferidas, serão inseridas no histórico acadêmico.

 

P: É possível voltar ao Brasil durante o programa? No caso de países europeus, posso viajar pela Europa?

R: Não é permitido voltar ao Brasil durante o período de vigência da bolsa, com ou sem recursos próprios. É possível viajar por países vizinhos, mas sempre com anuência da sua universidade e da agência de fomento.

P: Por quanto tempo devo permanecer no Brasil após o término do programa?

R: Pelo mesmo período em que você ficar no exterior.

 

P: É permitido trabalhar?

R: Só é permitido estudar, fazer pesquisa ou estágio.

english_version

Busca

Contato

Horário de atendimento:

Campus Santo André: Segunda a sexta, das 9h às 11h e das 14h às 16h

Bloco A, térreo, Sala 007

Mobilidade Acadêmica e Ciência sem Fronteiras

E-mail: mobilidade[at]ufabc.edu.br 

E-mail: cienciasemfronteiras[at]ufabc.edu.br

Tel.: +55(11) 3356-7222/7224

Idiomas sem Fronteiras 

E-mail: idiomas.ri[at]ufabc.edu.br

+55(11) 3356-7223

Cursos de Idiomas

Inglês: clip[at]ufabc.edu.br

Espanhol: idiomas.espanhol[at]ufabc.edu.br

Francês: idiomas.frances[at]ufabc.edu.br

Dúvidas gerais: idiomas.ri[at]ufabc.edu.br

Tel.: +55(11) 3356-7223/7225

Acordos, Institucional, Assuntos Gerais

E-mail: ri[at]ufabc.edu.br

Tel.: +55(11) 3356-7221